Terça-feira, 15 de Outubro de 2019
Ronda Policial

Menina violentada em Santa Maria tinha paralisia cerebral

Um parente da criança confessou a barbárie. A criança foi socorrida pela mãe, mas chegou sem vida ao hospital

Publicada em 08/09/19 às 22:08h

por Jornal Manchete Digital


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Polícia Civil - Divulgação )


O domingo (08) registrou um dos crimes mais cruéis da região Central, sem dúvida, a morte de uma menina de cinco anos abusada por um parente,  na madrugada deste sábado (07), em Santa Maria.

Na casa onde a criança foi violentada moram sete pessoas da mesma família, incluindo o autor, um homem de 18 anos, que confessou o crime.

A Polícia Civil encaminhou todos os moradores do imóvel e confrontou depoimentos orientando sobre os exames de DNA, que confirmariam a autoria do crime.

Foi assim, que um dos parentes, um homem de 18 anos, sem antecedentes, quebrou o silêncio e confessou o ato criminoso.

A menina de apenas cinco anos  não conseguiu pedir ajuda, devido a sua condição de saúde, suspeita-se que ela tenha morrido por asfixia, após o estupro. A mãe levou a criança ao hospital, mas era tarde de mais, a menina que tinha paralisia cerebral não resistiu. O laudo pericial vai confirmar oficialmente a causa da morte.   

À Polícia Civil, o homem revelou que não sabia o motivo de ter cometido o crime de tamanha crueldade. Ele foi encaminhado ao Presídio Estadual de Santa Maria.






ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

  (55) 9 9710 9594

Visitas: 3041827
Usuários Online: 121
Copyright (c) 2019 - |Jornal Manchete Tupanciretã Digital - Edição: Jornal Manchete Digital-Tupanciretã-RS