Brasil

Ex-vereador e auxiliar de deputado federal, Claudiomiro Cordeiro dos Santos, vulgo Nenê, usa redes sociais para manifestar-se sobre impasse criado nas redes sociais

Nesta terça-feira, dia 07, o candidato à vice-prefeito derrotado na última eleição municipal explica que prédio público na área do frigorífico pertence ao filho

Publicada em 08/09/2021 às 22:36h

por Jefferson da Silveira da Silva - estudante de jornalismo


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Santos acusa trabalhadores por ato contrário aos seus interesses políticos  (Foto: Redes Sociais - Facebook)

 

 

 

As movimentações políticas nos últimos dias provocaram indignação e reação de parte da população, que lotou as ruas da capital federal e, influenciou atos semelhantes em diferentes cidades do país.  

 

 

Após uma excursão ter saído de Tupanciretã, no último domingo, dia 05, onde representantes da Terra da Mãe de Deus foram à capital brasileira participar dos atos em prol do presidente Jair Messias Bolsonaro, as redes sociais do JM Digital fervilharam de comentários e reações.  

 

 

O JM Digital foi contratado para cobrir os atos em Brasília -DF, onde a empresa jornalística juntou-se aos manifestantes tupanciretanenses para mostrar as ações do grupo. Mas, a primeira inserção realizada por esse meio de comunicação local na Capital de Federal causou reações fortes e errônias sobre a conduta editorial do veículo.   

 

 

Apesar de a derrota nas últimas eleições, o ex-vereador Claudiomiro Cordeiro dos Santos, o Nenê do PT, segue atuante nas redes, tentando recuperar o protagonismo e atacou produtores e seus acessores. O assessor federal escreveu em suas redes sociais no último dia 6, data em que antecedeu às comemorações dos 199 anos de Independência do Brasil. Lembrando que, o mesmo também é pequeno agricultor e produz a oleaginosa.

 

 

 ”Acredito ou não. O soja compra até a consciência , vejo profissional que se dizia imparcial. É tanta ‘epocresia’ ver o país na Lama e pobre babando Rico”. 

 

 

Mesmo que o cometário não cite de fato o nome ou algum meio em específico, fica evidente a tentativa de o mesmo desqualificar à imagem de pessoas que, segundo ele, são ‘epócritas’, por estarem unidos aos produtores rurais e aos interesses de Bolsonaro, inimigo declarado dos petistas, partido pelo qual Nenê é integrante há décadas e exerceu o cargo de vereador por 16 anos. 

 

Após a manifestação do ex-vereador, o JM Digital passou a sofrer diversos ataques e foi acusado por algumas pessoas nas redes sociais sobre possível 'parcialidade' diante do fato, gerando desconforto entre os seguidores. Na ocasião, o diretor do JM Digital, Jefferson da Silveira, declarou em live que, "o mesmo deveria cuidar de uma propriedade em área pública, considera invasão e está sob domínio da família Santos. Recentemente o prédio localizado na Avenida Padre Roque Gonzales foi reformado e abriga uma empresa.

 

 

A primeira investida na tentativa de atacar trabalhadores e pessoas de baixo poder aquisitivo, não satisfeito, seguiu proferindo frases, e em nota, explicou a condição do imóvel público. Em tom ameaçador, Nenê seguiu tentando cercear a liberdade de imprensa afirmando ser mentira e não adimitindo o real propósito de seus ataques aos apoiadores de Bolsonaro.

 

 

 

 

 

 

 

 

"Boa noite a comunidade de Tupanciretã, agora a noite fui olhar os acontecimentos do dia da independência , me deparei com uma covardia de um sujeito que me atacou com palavras de baixo calão e mentiras deslavadas, tudo isso vai responder na justiça meu caro , a minha vida é baseada na luta e honestidade, à 16 anos na vida pública, 4 eleições consecutivas sem ter um se quer questionamento de algum desvio de finalidade pública, e sim conseguindo mais de 4 milhões, neste período, beneficiando indiferentes setores da comunidade, e isto é jamais reconhecido por vossa excelência. Não vai ser um sujeito que quer subir a qualquer custo que vai por em dúvida a minha integridade, aqui não meu caro, vai responder pelos seus atos e com provas , pois tudo que adquiri foi e será com muito trabalho na raça meu amigo , meus filhos compraram com minha ajuda sim, um terreno no quadro do frigorífico,e trabalhando, assim como mais de 500 famílias que ali estão. E hoje meu filho abriu uma barbearia e está trabalhando. Pois nem citei esse sujeito em momento algum em minhas publicações , mas se sentiu ofendido, é porque serviu o chapéu.  

Sou assessor parlamentar e representante em 16 municípios da região, sem nada a esconder , é um trabalho muito digno com muito orgulho e importante para a região, tenho certeza que a comunidade sabe o que defendo e meu posicionamento na vida pública. Quer crescer segue trabalhando , mas vai trabalhar mais um pouquinho para pagar uns danos morais, pode ter certeza, que pra mentira deslavada e calúnia tem lei pra isso. 

É muita falta de matéria positiva deste teu governo Bolsonaro nesta viagem a Brasília, que veio se importar com publicações que nem se direcionavam a este cidadão", disse Nenê.

 

 

 

Ao admitir a aquisição do imóvel em área pública confirma sua indiferença diante da legislação brasileira que proibe a conduta tipificada como criminosa. 

 

Questionado, nesta manhã, sobre a situação da obra que recebeu ampliação, descarecterizando o imóvel histórico, o setor de ficalização municipal explicou que a área pertence ao estado, assim, não há viabilidade de o poder público municipal intervir de maneira direta. 

 










Nosso Whatsapp

  (55) 9 9710 9594

Visitas: 6932345
Usuários Online: 111
Copyright (c) 2021 - |Jornal Manchete Tupanciretã Digital - Edição: Jornal Manchete Digital-Tupanciretã-RS - Rua Cel. Estácio Nacimento e Silva- 468 / Elizabeth. CNPJ: 34.596.876/0001-64 - Diretor, estudante de jornalismo, Jefferson da Silveira da Silva - Fone (55) 99710 9594.
Olá, seja bem-vindo ao JM Digital.