Segunda-feira, 03 de Agosto de 2020
Brasil

Produção e clima exercem pressão na CBOT

Para a temporada 20/21, no entanto, os números foram mantidos, ao passo que a projeção para o esmagamento subiu 1,5 milhão de toneladas a 95 milhões.

Publicada em 13/07/20 às 05:28h

por Volfe Umberto Gobbato / Gerente Geral


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: |Jornal Manchete Tupanciretã Digital)

Mercado externo

Os preços dos derivativos da soja negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) recuaram em decorrência de previsões climáticas que indicaram chuva nos próximos dias sobre a área agrícola dos EUA e incertezas relacionadas a demanda chinesa pelo grão estadunidense. 
Se na véspera os modelos climáticos pareciam pessimistas, hoje foram divulgadas novas estimativas que mostraram alta probabilidade de aumento da umidade do solo em regiões-chave para a produção dos EUA. 
O mercado também reagiu ao aumento da projeção do USDA para a produção dos EUA em 272 mil toneladas para 112,5 milhões de toneladas. 
A declaração de Donald Trump sobre não considerar um acordo “fase 2” com a China também pesou sobre os futuros. 
Preços dos coprodutos garantem presença das indústrias no mercado 
Em função da simultânea queda dos referenciais de Chicago e do dólar, o dia teve predomínio de discretos ajustes negativos nos preços do mercado disponível. 
A liquidez seguiu significativamente, concentrada nas praças do Sul do país, que possuem maior quantidade de soja ainda não comercializada em razão do calendário de cultivo e comercial mais tardio do que o das demais praças. 
Os preços do farelo e do óleo, em contrapartida, continuaram ascendendo, de modo que os processadores têm conseguido repassar o aumento dos custos da matéria-prima ao consumidor final. 
A preservação, em certa medida, das margens de esmagamento garante a originação das indústrias, mesmo com os prêmios/basis ocupando níveis recordes. 
Comentários 
O O reporte mensal de oferta e demanda do USDA foi considerado baixista, pois o aumento 408 mil toneladas na estimativa do esmagamento dos EUA na temporada 20/21 foi sobreposto por estoques iniciais maiores e uma produção 272 mil toneladas superior a do mês passado - resultado da elevação da área de cultivo, incorporada do reporte de intenção de plantio de junho. 
As mudanças no balanço global incluíram aumento de 2 milhões de toneladas na produção do Brasil 19/20, necessário pelo elevado ritmo de exportação do país. 
As importações chinesas 19/20 receberam incremento de 2 milhões de toneladas indo a 96 milhões de toneladas. 
Para a temporada 20/21, no entanto, os números foram mantidos, ao passo que a projeção para o esmagamento subiu 1,5 milhão de toneladas a 95 milhões.



Motivação

Invejar os relacionamentos das outras pessoas é inútil

As pessoas que têm muitos amigos às vezes invejam aqueles que são mais ligados à família. Em contrapartida, as pessoas cujo relacionamento é predominantemente com a família invejam aqueles que vivem cercados de amigos. O segredo para uma satisfação constante na vida está em usufruir o que tem, em vez de tentar copiar os outros. A inveja não é necessariamente negativa: ela pode ser um estimulo para obter algo que se deseja. Mas o fundamental é alegra-se com o que você possui sem deixar que as comparações com o que é dos outros diminuam seu prazer.

Há alguns anos, um grupo de filósofos e historiadores reuniu-se para estudar as vantagens da vida familiar dois séculos atrás. Sua preocupação era a instabilidade das relações familiares modernas e o medo generalizado de que nossa sociedade esteja sofrendo da falta dos laços familiares tradicionais. Os estudiosos se perguntavam se a unidade familiares agrária – um vínculo estável entre a mãe e pai e um número grande de filhos – era o modelo ideal para os seres humanos e se algumas das lições do passado ainda seriam úteis hoje.

Eis sua surpreendente conclusão: hoje invejamos a coesão e estabilidade da família tradicional, imaginando que eles garantiam a felicidade de seus membros. Mas constatou-se que, há 200 anos os membros da família tradicional freqüentemente sentiam sua individualidade sufocada pelo grupo familiar – sentiam-se como se não fossem vistos como uma pessoa plena, mas apenas como uma peça na engrenagem familiar.

A ironia dessa situação chamou a atenção dos pesquisadores. Quantas vezes fantasiamos relações ideais entre os outros, achando que só nós temos problemas e conflitos. Mas não há relação perfeita, o que há são pessoas que mistificam seus relacionamentos, querendo dar a impressão de que vivem uma situação ideal. A felicidade consiste em aproveitar os relacionamentos que temos, sem forçá-los a alcançar um padrão artificial ou compara-los com a vida e os amores de outras pessoas.

Em uma pesquisa relacionada com mais de 8 mil adultos, os pesquisadores examinaram mais de 100 fatores que contribuem para a felicidade. Entre os fatores de maior efeito negativo estava o fracasso nos relacionamentos causados por comparações, o que reduzia a felicidade em 26%.


Humor – Pergunta capciosa

Num exame de Ciência, o professor pergunta a uma aluna sobre a parte do corpo que pode ter uma dilatação de até sete vezes o seu tamanho natural.

- Professor sinto muito, mas não me atrevo a pronunciar essa palavra – diz a estudante, cada vez mais ruborizada e constrangida.
O professor, então, explica a ela: - pois bem, saiba você que vai levar um zero em conhecimento, embora reconheça que tem muita imaginação. À parte do corpo que se dilata sete vezes o seu tamanho são as pupilas!


As opiniões contidas neste relatório são pessoais e não representam em hipótese alguma recomendação para compra e/ou venda de contratos nos mercados futuros e/ou físico.


Boas informações produzem bons negócios












Nosso Whatsapp

  (55) 9 9710 9594

Visitas: 4512578
Usuários Online: 207
Copyright (c) 2020 - |Jornal Manchete Tupanciretã Digital - Edição: Jornal Manchete Digital-Tupanciretã-RS - Rua Cel. Estácio Nacimento e Silva- 468 / Elizabeth. CNPJ: 34.596.876/0001-64 - Diretor, estudante de jornalismo, Jefferson da Silveira da Silva - Fone (55) 99710 9594.