Segunda-feira, 03 de Agosto de 2020
Tupanciretã

Administração Municipal prepara recurso para não ingressar na bandeira vermelha

Atualização das bandeiras do distanciamento controlado divulgado nesta sexta-feira (10) é preliminar e cabe recurso

Publicada em 10/07/20 às 20:28h

por Jefferson da Silveira da Silva- estudante jornalismo


Compartilhe
   

Link da Notícia:


Após a confirmação de bandeira vermelha para Região Covid-19 Cruz Alta, nesta sexta-feira (10) através do modelo de distanciamento controlado do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, o município de Tupanciretã, assim como os demais que contemplam a R-12 caíram para a bandeira vermelha, uma forma mais rígida que limita as atividades no comércio local, principalmente os considerados não essenciais.

Nesta atualização, 85 % do território Gaúcho residem nas áreas limitadas na bandeira vermelha.

Conforme o secretário da Saúde, Ezequiel Cella, o município preenche os requisitos para recorrer da decisão, porém, ainda depende de outros fatores, como a situação do Hospital São Vicente de Paulo de Cruz Alta (HSVPCA).

“Tupanciretã tem bons números, os casos estão controlados, temos recursos, porém, dependemos da região, principalmente de remédios. Mas estamos trabalhando para suprir a demanda”, revelou o secretário.  

 O prefeito Carlos Augusto Brum de Sousa (Progressistas) está trabalhando para encaminhar  recurso ao Governo do Estado do Rio Grande de Sul e também atendeu a reportagem do JM Digital.





“Estou entrando em contato com o COMAJA, para mover um recurso via associação, mas não temos nada definido no momento. Vamos recorrer”, disse o chefe do Executivo Municipal.

Caso Tupanciretã não consiga reverter a decisão, um novo Decreto Municipal passa a valer a partir da próxima terça-feira, limitando e normatizando os serviços na cidade.


Cruz Alta

A reportagem do JM Digital conversou com a assessoria de imprensa do HSVPCA para buscar mais informações sobre o quadro atual. A informação inicial é que dos dez leitos Covid-19, oito estão em funcionamento e três ocupados. A UTI regular está com lotação máxima, pois outros atendimentos seguem acontecendo, mas o maior problema ainda são os medicamentos, que estão em falta na grande maioria dos municípios do Estado.

O hospital, que é referência na região para tratamento da Covid -19 tomou medidas para manter os atendimentos da regional e principalmente quem está internado, mas a falta ou baixa de medicamentos é a maior dificuldade no momento.










Nosso Whatsapp

  (55) 9 9710 9594

Visitas: 4512453
Usuários Online: 189
Copyright (c) 2020 - |Jornal Manchete Tupanciretã Digital - Edição: Jornal Manchete Digital-Tupanciretã-RS - Rua Cel. Estácio Nacimento e Silva- 468 / Elizabeth. CNPJ: 34.596.876/0001-64 - Diretor, estudante de jornalismo, Jefferson da Silveira da Silva - Fone (55) 99710 9594.